Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 20 de março de 2011

O Discurso no Teatro Municipal do Rio de Janeiro


Descontraído e ensaiando algumas palavras em português, o presidente americano, Barack Obama, discursou hoje (20), por cerca de 22 minutos, para cerca de 2.000 pessoas e de 200 jornalistas brasileiros e estrangeiros no Theatro Municipal do Rio. Entre os convidados que acompanharam o discurso estavam autoridades, artistas, empresários, atletas, ativistas sociais e políticos.
Para o representante do Movimento Negro Abdias Nascimento, o pronunciamento foi muito bom e profundo. “Obama conseguiu tocar nas teclas mais sensíveis da alma brasileira e americana. E ele conseguiu fazer um discurso popular. Ele falou para o povo”, disse.
O presidente da Autoridade Pública Olímpica e ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles ressaltou o tom positivo do discurso em relação ao Brasil. “Certamente, ele procurou melhorar as relações do país com os Estados Unidos”, afirmou.
O ex-chanceler brasileiro Luiz Felipe Lampreia destacou a defesa que o presidente fez dos ideais democráticos. Segundo ele, Obama também buscou ressaltar os valores compartilhados entre o Brasil e os Estados Unidos. “Foi um discurso muito positivo. Ele prometeu uma colaboração mais intensa e mais dinâmica. E foi simpático, inclusive”, disse Lampreia.

Para a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, faltou ao discurso de Obama uma ênfase maior à questão das mudanças climáticas no mundo, apesar de ele ter mencionado rapidamente a disposição do Brasil e dos Estados Unidos de buscar fontes energéticas alternativas.

“As mudanças climáticas são o desafio deste século, de como países como os nossos podem se constituir exemplo para uma mudança no modelo de desenvolvimento. Em um país que tem 60% da Floresta Amazônica e que reúne as melhores possibilidades de fazer essas transformações, imaginava que ele pudesse dar ênfase às responsabilidades que temos com as gerações presentes e as futuras”, afirmou.

(Uol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas