Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

domingo, 15 de maio de 2011

Cigarro e saúde




Fotos: Shutterstock

É clichê ficar repetindo que o cigarro faz mal à saúde. Mas nunca é demais citar números para lembrar o leitor. No Brasil, 200 mil pessoas morrem por ano vítimas do tabagismo (23 pessoas por hora). Quem fuma mais de 20 cigarros por dia vive, em média, 22 anos a menos. Hoje, 20% dos brasileiros adultos fumam. E como parar? Primeiro basta querer. Depois, de acordo com Sérgio Ricardo Santos, coordenador do PrevFumo, programa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) que auxilia fumantes a abandonar o tabaco, deve-se procurar um médico, pois esse profissional é o único que pode identificar o que leva a pessoa a acender um cigarro e os efeitos desse ato sobre o organismo. Mas quem quer deixar o vício deve se preparar para enfrentar alguns desafios, como: o desejo compulsivo de voltar a fumar, aumento do apetite, dores de cabeça, náuseas e tremores nas mãos. Não é fácil, mas é melhor do que entrar para as estatísticas.

FONTE: Revista UM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas