Quem sou eu

Minha foto

Me chamo Rogério Rocha. Sou maranhense da cidade de São Luís, mas na verdade me sinto um cidadão do mundo. Sou pós-graduado em Direito Constitucional (Universidade Anhanguera-Uniderp-LFG), pós-graduado em Ética (IESMA), Graduado em Filosofia e Direito (UFMA), mestrando em Criminologia na Universidade Fernando Pessoa (Porto/Portugal). Atualmente sou Servidor do Poder Judiciário do meu estado. Exerci a advocacia durante 6 anos de minha vida,atuando nas áreas de Direito Civil (Família), Direito do Trabalho e do Consumidor. Fui professor do CEFET- MA (atual IFMA) por 2 anos, período em que lecionei tanto para o ensino médio quanto para os alunos de áreas técnicas as disciplinas de Sociologia, Filosofia e Metodologia do Trabalho Científico. Escrevo poesias desde os 12 anos de idade. Homem livre e de bons costumes, amante da música, da arte, da história e de viagens. Obs.: Postgraduate in Constitutional Law (University Anhanguera-Uniderp-LFG), Postgraduate in Ethics (IESM), graduated in Philosophy and Law (College); Public Server at Judiciary Power, Teacher, Poet.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Mesmo com dificuldades, Brasil vence os EUA e está na semi da Liga Mundial de Vôlei



Brasil vence os EUA de virada e está na semi-final
Assim como no confronto contra Cuba, a Seleção Brasileira masculina abusou dos erros e teve dificuldades, mas conseguiu derrotar os Estados Unidos nesta quinta-feira pela fase final da Liga Mundial. Com o triunfo por 3 sets a 1 (parciais de 15/25, 25/22,25/22 e 25/15), o time de Bernardinho garantiu uma vaga na semifinal da competição.
Por outro lado, os Estados Unidos, única seleção a derrotar o Brasil nesta Liga Mundial, estão eliminados da competição, uma vez que já haviam sido derrotados pela Rússia na primeira rodada da fase final. Os russos, por sinal, venceram Cuba por 3 sets a 0 (parciais de 25/20, 25/20 e 25/20) nesta quinta-feira e também estão nas semifinais.
Brasil e Rússia se enfrentam nesta sexta-feira, quando decidirão a liderança do Grupo F da fase final da Liga Mundial. O time brasileiro busca o décimo título da competição.
O jogo
O técnico Bernardinho apostou na formação que conseguiu a grande virada contra Cuba na última quarta-feira, com Bruninho, Giba e Sidão entrando na equipe. No entanto, o que se viu nesta quinta-feira foi uma repetição do primeiro set contra os cubanos, com a Seleção Brasileira apática. Resultado: vitória americana por 25 a 15.
Entretanto, o Brasil voltou com outra atitude para o segundo set e chegou a abrir 7 a 1. Parecia que seria fácil para o time de Bernardinho fechar a parcial, mas os americanos conseguiram o empate por 18 a 18. Apesar do vacilo, a equipe brasileira chegou à vitória por 25 a 22 em um ponto de Leandro Vissotto.
O terceiro set foi o mais equilibrado e o Brasil se aproximou da vitória apenas com dois pontos de Giba, que fez 23 a 21 em jogadas pelas pontas. Em seguida, foi a vez de Lucão pontuar consecutivamente para, em um bloqueio, fechar a parcial por 25 a 22.
Motivado pela virada, o Brasil "passeou" em quadra no quarto set. Sem encontrar muita resistência por parte dos americanos, os brasileiros concluíram a parcial por 25/15 e comemoraram a classificação para a semifinal.
Fonte: Portal Terra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do nosso blog, comentando, sugerindo e deixando o seu recado.

Postagens populares

Total de visualizações de página

Páginas